#BelezaQueInspira, Empoderamento, Mais Lidas
1403 0

Da limpeza dos salões BN à instrutora que preparou o time para a abertura da primeira unidade em NY

Personagem do #BelezaQueInspira desta semana, Roberta Patrocínio mostra que com uma dose de coragem é possível transformar a realidade

A terceira história de empoderamento e determinação do #BelezaQueInspira é com a nossa querida colaboradora Roberta Patrocínio. Aos 38 anos ela nos mostra que com uma dose de coragem foi possível transformar a realidade em que vivia. Mãe solteira aos 18 anos e empregada doméstica, há 13 anos ela entrou para o Beleza Natural e hoje faz parte da equipe de internacionalização, que cuida da implantação do primeiro Instituto em Nova York (EUA).

Foto: Divulgação

Mas para chegar até Instrutora no nosso Centro de Desenvolvimento Técnico, ela passou por muitos obstáculos e desafios, como o preconceito por causa de sua raça e o machismo do ex-marido. E aos 25 anos conquistou seu primeiro emprego de carteira assinada como auxiliar de serviços gerais no Instituto da Tijuca.

“Meu ex-marido, na época marido, não aceitava o meu trabalho. Ele dizia: vai ter que escolher, Beleza Natural ou eu! A resposta nem preciso dizer qual foi (rs). Saí com a roupa do corpo e com meus filhos”, conta orgulhosa.

“Não conhecia a palavra autoestima, e o preconceito que sofria era o grande causador disso. Mas depois do BN aprendi muito a valorizar que eu posso ser linda”

E a transformação na vida dela não foi apenas no lado profissional: “Eu era muito tímida, ao ponto de abaixar de cabeça para não olhar nos olhos das pessoas. Isso usando óculos, cabelo sempre preso e sem coragem de sequer usar batons. Não conhecia a palavra autoestima, e o preconceito que sofria era o grande causador disso. Mas depois do BN aprendi muito a valorizar que eu posso ser linda, bela e feliz como eu sou, e nunca mais parei”, fala.

Foto: Divulgação

E ela não parou mais. Com três meses foi promovida à copeira e com um ano chegou a consultora de beleza, por conta de seu atendimento diferenciado com as clientes. Em 2009 formou-se em cabeleireira profissional no Senac. Em 2012 foi promovida a Monitora Operacional. E há cinco anos recebeu a proposta para a função de Instrutora Técnica, treinando mais 300 colaboradoras ao ano. E hoje faz parte da equipe que cuida do primeiro Instituto em solo americano.

“Entrei nessa empresa como auxiliar de serviços gerais e hoje sou responsável em multiplicar técnicas exclusivas. E agora fazendo parte da primeira equipe de internacionalização, trabalhando e aprendendo mais e mais. Pois nem o céu é o limite”, finaliza ela, sempre com um sorriso no rosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *